HemoEco

Sustentabilidade é a palavra de ordem dos novos tempos. E a Fundarj apóia o programa de sustentabilidade ambiental do Hemorio, o HemoEco, que se divide em três projetos de sucesso:


Minha Caneca


O projeto Minha Caneca é resultado de uma atitude simples, mas com relevantes ganhos na preservação do meio ambiente.


Num primeiro estágio, todos os bebedouros do hospital foram trocados para evitar o galão de plástico – que a cada cinco anos devem ser descartados.


O passo seguinte foi a substituição dos copos plásticos por canecas de acrílico, fornecidas pela Fundação. Com esta ação, aproximadamente 540 mil copos plásticos deixaram de ser jogados no lixo por ano.


A ajuda neste projeto é necessária para manutenção dos equipamentos/bebedouros e renovação anual das canecas de acrílico utilizadas no hospital.


InfoCycle


Não somente o avanço da tecnologia, como também, o desgaste do dia-a-dia obrigam as empresas um cuidado maior com equipamentos de informática, isto é, para manter a qualidade dos serviços prestados e acompanhar o desenvolvimento do mundo.


No ambiente hospitalar não é diferente, é claro. Após cinco anos de uso, as máquinas estão fadadas à substituição, ou mesmo, up grade para melhorar o próprio desempenho do equipamento.


Entretanto, algumas peças consideradas obsoletas e sem utilidade para o hospital encontravam-se esquecidas, acumuladas em depósito sem qualquer destino diferente a não ser o lixo.


Com a análise da situação e de olho nas metas de sustentabilidade, Fundarj decidiu propor a reciclagem das peças. Recebeu o apoio da Sofis, empresa de tecnologia da informação (TI), e, num primeiro passo, reaproveitou sessenta equipamentos que estavam desativados na unidade. As peças foram redirecionadas para atender as necessidades imediatas do próprio hospital.


“O que está ruim vai para uma empresa de reciclagem apropriada e o que está bom montamos kits para distribuir pela Hemorede, que tem um quadro operacional e tecnológico diferente do nosso.”, conta Marcelo Vieira dos Santos, da SOFIS.


O projeto trouxe como benefícios a redução do descarte de resíduos tecnológicos de forma descontrolada, a revitalização patrimonial e a preservação do meio ambiente evitando o lançamento de 924 Kg de sucata contendo metais pesados no meio ambiente. Houve ainda redução do consumo de energia de 50% e a economia de recursos na ordem de R$ 36.000,00, que puderam ser transformados em outras ações ambientais ou sociais em benefício do paciente do Hemorio.


Apóie esta causa!


Hemorio sem Mercúrio


Clube do Termômetro


A proposta é objetiva: substituir termômetros com mercúrio por aparelhos digitais.


O projeto de troca de três mil termômetros clínicos de mercúrio por termômetros digitais resultou numa economia de R$ 6.000,00 (seis mil reais) devido à durabilidade das novas peças.


Termômetros de mercúrio apresentam índices de quebra elevados por ano. A possível quebra de três mil unidades destes representa a dispersão de cerca de 3 kg de mercúrio (1g/unidade) no ambiente.


Risco para a natureza, risco para o homem. Sabe-se que o metal pesado pode trazer sérios riscos para a saúde do homem com prejuízos às funções da tireóide e do fígado, irritabilidade, tremores, complicações na visão, perda de memória e, ainda, problemas cardiovasculares.


Apadrinhar essa causa pela vida, do homem e da natureza, só depende de você!

voltar

    Espaço Conviver Espaço Conviver Facebook Espaço Conviver

Facebook

REDES SOCIAIS

CONTATO

Rua Frei Caneca, 8
Sala 334 - Centro
Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20211-030
Tels.: (21) 2242-5090
(21) 2507-1056
Fax.: (21) 2224-2765

Desenvolvido por www.laca.com.br